crianças MOAMaus Hábitos Alimentares – Comprometem a Saúde das Crianças

Vários são os problemas de hoje em dia relativos à pobre dieta alimentar feita pela maioria da população. Além da falta de nutrientes também há a considerar os aditivos, hormonas e outros químicos existentes nos alimentos.

 

Um estudo a maus hábitos alimentares a crianças liderado pelo Dr. Nav Persaud, um médico de família e investigador do Hospital St. Michael, em Toronto, mostrou-nos que depois de analisarem os questionários feitos aos pais, os investigadores descobriram que as crianças com o colesterol mais alto tinham tipicamente comportamentos problemáticos que os pais podem facilmente modificar – reduzindo assim o risco de problemas cardíacos futuros.

Evitar estes três erros comuns pode também ajudar a prevenir a obesidade infantil e a melhorar a saúde geral do seu filho:

1º Erro: Comer à frente de um ecrã.

Um estudo recente concluiu que comer distraído pode levar as pessoas (crianças e adultos) a comer até 50% mais calorias durante uma refeição ou lanche, em comparação com uma alimentação controlada, levando a um aumento de peso.

2º Erro: Dar às crianças bebidas doces.

Não só as bebidas açucaradas deixam as crianças muito cheias para comer os alimentos nutritivos que precisam para o crescimento ideal, mas muitos especialistas consideram estas bebidas o principal culpado da epidemia da obesidade infantil. Também conhecidas por “doce líquido,” as bebidas carregadas de açúcar também são perigosas ou até mesmo letais para os adultos, como um estudo recente que liga bebidas doces a mais de 180 mil mortes em todo o mundo por doenças cardíacas, diabetes e certos tipos de cancro.

Bebidas doces são todas as bebidas com calorias liquidas como: refrigerantes, água vitaminada, bebidas desportivas e sumo de frutas.

3º Erro: Policiar a Alimentação.

Cerca de 66% dos pais pressionam as crianças para limpar os pratos, mesmo os que estão acima do peso ou obesos. E é até comum que os pais tentem controlar quanto os adolescentes comem, enquanto as crianças mais jovens podem ser ainda mais propensas a serem levadas a terminar as refeições depois de dizerem que estão cheias.
Termino acrescentando, que devido à má dieta alimentar a OMS aconselha para prevenção e manutenção da qualidade de vida a nível de saúde a suplementação.

Porque não experimentar a bebida MOA?MOA

MOA é uma super bebida sem açúcar adicionado, sem conservantes artificiais e embalada a frio preservando todos os princípios ativos naturais dos ingredientes naturais. Ingredientes de origem biológica, que nutrem as suas células, e ao mesmo tempo proporcionam propriedades desintoxicantes, anti-inflamatórias, antibacterianas, inclusive anticancerígenas, antidiabéticos, entre outros, reforçando a sua imunidade e prevenindo a degeneração.