Tendo em conta os benefícios da bebida MOA, os quais tem vindo a ser comprovados, há um efeito que acaba por ser de extrema importância o qual muitas das vezes não é divulgado.

Relaciona-se com o pH, e este tema não tem sido bem compreendido.

Aqui vai uma síntese: pH quer dizer potencial de hidrogénio.

Pesquisas mostram que se os níveis de pH do corpo não forem pelo menos um pouco alcalinos, o corpo não se poderá curar. Não importa o tipo de medicina, ou os seus cuidados de saúde, e não serão efetivos enquanto o nível de pH não for elevado.

Em média no sangue deve ser 7.34 a 7.42 (7.0 é neutro).

Se o pH do seu corpo não estiver equilibrado, você não conseguirá assimilar efetivamente as vitaminas, minerais e suplementos alimentares. O pH do seu corpo afeta TUDO.

Se o PH estiver abaixo de 7.3, estamos propensos a todos os tipos de doenças: Cancro, artrite, diabetes, doenças do coração, fadiga crónica, alergias além de doenças causadas por vírus, bactérias e fungos …

A diminuição no pH do sangue (acidificação), é a situação mais comum na nossa sociedade. Isto reflete-se na desvitalização das células, ou seja, células com vida mais curta e, necessariamente, envelhecidas.

A causa mais típica desta situação metabólica é a ingestão frequente de alimentos que acidificam rapidamente o sangue: açúcar branco, farinha branca, carnes (principalmente a vermelha e a de suínos), frituras, alimentos “aditivados” pelo progresso industrial, alimen

Citrinos minerais

tos instantâneos, congelados ou excessivamente cozidos, bebidas gasosas, etc. Estimulantes como tabaco, café, chá e álcool são também extremamente acidificantes.

Estes alimentos são os grandes protagonistas para acelerar o processo de envelhecimento, a baixa vitalidade e

produtividade, os desequilíbrios emocionais e, finalmente, as doenças.
Mediante o tempo que esse ciclo vicioso (maus hábitos alimentares) durar, o organismo irá manter-se sob padrões de degeneração orgânica contínua, e a chegada da doença será inevitável.

A deficiência de minerais é o mais grave e o mais negligenciado dos fatores que causam a diminuição do oxigênio nas células e respetiva acidificação.

Um sistema com PH alcalino é rico em oxigénio, substância essencial para a vida.

O Dr. Otto Warburg, médico que ganhou 2 prémios Nobel, demonstrou que o cancro é anaeróbico, ou seja, só se desenvolve na ausência de oxigénio. Ele demonstrou que tem dificuldade em se desenvolver em ambiente com pH alcalino, repleto de oxigénio. Warburg explica que a carência em oxigénio impede o completar adequado do processo de metabolismo celular, impossibilitando a criação de células saudáveis.

Microrganismos que se desenvolvem em meios ácidos, além de depositarem no corpo resíduos tóxicos, alimentam-se de vitaminas e minerais.

Por este motivo é que se nota a alta incidência de cancro; o pH de um tecido cancerígeno é volta de pH -4.5, pobre em oxigénio.

A acidose diminui a capacidade do corpo em absorver e reter minerais e outros nutrientes, diminuirá a produção de energia nas células, diminui a capacidade do seu organismo de reparar células doentes, diminui a capacidade do organismo para se livrar de metais pesados, auxilia a reprodução de células tumorais, e faz o corpo mais suscetível a fadiga e doenças.

MOA ajuda a alcalinizar os fluidos corporais?

O seu potencial de alcalinizar o sangue humano acontece imediatamente após a ingestão. Embora o sumo seja ácido, não se engane, mal ele alcança o estômago começa a afectar os líquidos corporais, combinando-se com os minerais alcalinizantes.

Os ingredientes vegetais são transformados no organismo em citrato de sódio (sal alcalino), carbonatos e bicarbonatos alcalinos, causam imediata  do meio humoral, neutralizando ou amenizando estados indesejados de acidez.

E mais, estes sais alcalinos são considerados os melhores remédios contra o excesso da viscosidade sanguínea, oferecendo prevenção contra acidentes cardiovasculares.

E você, já bebeu a sua dose de MOA hoje?