8.   Reduz a resistência à insulina (diabetes).

O consumo da bebida pode reduzir a resistência à insulina. Os seus componentes ativos podem apoiar no equilíbrio e normalização dos níveis de glicose no sangue, mas o mais impressionante é que pode ajudar a prevenir as complicações desta doença terrível, tais como: glaucoma, insuficiência renal, pé diabético, cansaço ou fadiga, impotência sexual, etc. As experiências médicas, com o uso de alguns dos frutos, mostram melhores resultados em pacientes com diabetes tipo II ou adquirido. É essencial salientar que uma pessoa com diabetes pode levar uma vida normal, se conhecer a fundo a sua doença. É muito importante acompanhar com um regime de exercício e uma dieta equilibrada. Para a diabetes sugerem-se doses baixas de MOA, não mais de 2 a 3 doses, por dia. Iniciar com doses baixas para ir aumentando a tolerância.

emagrecer9.  Ajuda a perda de peso.

Recentemente, foi sugerido que a bebida MOA podia ajudar a reduzir a gordura corporal através do equilíbrio de cortisol (hormônio) que estimula os depósitos de gordura no corpo. Para reduzir, recomenda-se a ingestão de 6 doses ou mais, por dia, acompanhada de um regime de exercício diário e dieta equilibrada, pobre em gordura e carbo-hidratos. A este respeito, alguns nutricionistas têm testado e recomendado uma bebida com base na MOA: – 2 doses de sumo de Moa – 2 doses de iogurte dos búlgaros (Kefir). – 1 colher de azeite extra-virgem. – 1 colher de óleo de coco orgânico (importante ser orgânico). – 1 colher de óleo de semente de uva.

Este cocktail ou batido, recomenda-se beber 2 vezes ao dia, antes das refeições.

Redução da inflamação. Observou-se uma diminuição no PCR (Proteína Reativa CC) e uma diminuição no IMC (Índice de Massa Corporal) Diminuição no peso com 2 doses de manhã e outras 2 doses à tarde.

**Comece hoje a desfrutar de benefícios e vantagens destes extraordinários fitonutrientes.**

10. Dor neuropática.

As propriedades anti-inflamatórias e anti neuríticas, ajudam a reparar o dano celular causado pela dor neuropática, incluindo neuropatias como, por exemplo, dor do nervo ciático, dor a nível do nervo trigémeo, dor molar (que inclui a infeção do nervo). Sugere-se, no mínimo, 4 doses por dia, enquanto a dor persistir, mas assim que diminuir, podem se reduzir as doses.